segunda-feira, 5 de setembro de 2005

BRASIL - O Único País em todas as copas do mundo...

04/09/2005 - 18h02m
Brasil goleia o Chile e garante vaga na Copa.
Globo Online - BRASÍLIA
Uma atuação de gala no primeiro tempo e o Brasil deu início, agora oficialmente, à caminhada rumo ao hexacampeonato.
Sem tomar conhecimento do Chile, a seleção passeou no gramado do estádio Mané Garrincha e garantiu sua classificação para a Copa do Mundo com uma goleada por 5 a 0, gols de Adriano (três), Robinho e Juan.
Com 30 pontos, a equipe nacional assegurou com duas rodadas de antecipação uma das quatro vagas diretas da América do Sul na Alemanha-2006.
O Chile tem 20 pontos e ainda tem chance de ir ao Mundial.
O próximo desafio brasileiro é buscar o simbólico título das Eliminatórias.
Como a Argentina, já classificada, perdeu para o Paraguai sábado, a diferença agora é de um ponto.
Na rodada seguinte, dia oito de outubro, o Brasil jogará fora de casa contra a já eliminada Bolívia. No dia seguinte, os argentinos recebem o Peru.
O Chile vai enfrentar a Colômbia, uma adversária direta na luta por uma vaga.
O Brasil mostrou desde o início que não queria desperdiçar a primeira chance de carimbar o passaporte para a Alemanha.
Com 30 segundos, Robinho arriscou de fora da área, por cima.
O domínio era absoluto e, aos cinco, Kaká também tentou.
O gol não demorou a sair: aos 12, Kaká cobrou escanteio da esquerda e Juan apenas desviou de cabeça.
Goleada-relâmpago surpreende Parreira.
O segundo gol, aos 21 minutos, foi um deleite para a torcida.
De pé em pé, todo o quarteto ofensivo da equipe participou do lance: Adriano cruzou da direita, Kaká ajeitou para a pequena área, Ronaldo dominou e rolou para conclusão de Robinho.
Um golaço.
Com o Chile perdido, o Brasil chegou à goleada antes dos 30 minutos.
Aos 27, Robinho lançou Adriano, que bateu cruzado, no canto esquerdo do goleiro Tapia.
Dois minutos depois, Zé Roberto cobrou escanteio da direita na cabeça de Adriano: 4 a 0.
Foi a senha para os gritos de olé dos 40 mil torcedores presentes ao estádio.
Na saída para o intervalo, o técnico Carlos Alberto Parreira reconheceu que ficou surpreso com a superioridade brasileira. - Num jogo dessa importância, para mim é uma situação inédita.
O time jogou com aplicação e os gols saíram com naturalidade, sem forçar.
Eu realmente esperava um placar mais apertado - observou o treinador do Brasil.
Seleção enfrenta o Sevilha terça-feira em amistoso.
Ronaldo, que sentira um desconforto muscular nos treinos da semana, voltou a acusar o problema e não voltou para o segundo tempo - Ricardinho entrou em seu lugar.
Com a vaga praticamente garantida, o Brasil diminuiu o ritmo e apenas administrou o resultado. O Chile ainda esboçou uma reação nos primeiros minutos, mas logo desistiu e também se acomodou.
Para a seleção brasileira, foi só deixar o tempo passar e comemorar a vaga.
Aos 47 minutos, para coroar a classificação, Adriano completou um contra-ataque com um chute certeiro, fez seu terceiro gol na partida e deu início à festa da torcida.
- A equipe está de parabéns. A seleção teve um bom desempenho em campo e agora temos que dar continuidade a esse trabalho até o Mundial - declarou Adriano no fim da partida.
A seleção brasileira embarca diretamente para a Espanha, onde enfrentará o Sevilha, em amistoso terça-feira.
Ronaldo e Roberto Carlos, que também se machucou contra o Chile, serão reavaliados pelo departamento médico para saber se poderão atuar.
Brasil 5 x 0 Chile.
Local: Estádio Mané Garrincha.
Gols: Juan, aos 12, Robinho, aos 21, e Adriano, aos 27 e 29 minutos do primeiro tempo; e aos 47 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Meléndez e Adriano Brasil: Dida, Cafu, Lúcio, Juan e Roberto Carlos (Juninho Pernambucano); Emerson (Gilberto Silva), Zé Roberto, Kaká e Robinho; Adriano e Ronaldo (Ricardinho).
Técnico: Carlos Alberto Parreira.
Chile: Tapia, Fuentes, Rojas, Contreras (Acuña) e Alvarez; Meléndez, Maldonado, Tello (Perez) e Pizarro; Pinilla (Gimenez) e Rubio.
Técnico: Nelson Acosta.

Nenhum comentário: