quinta-feira, 18 de maio de 2006

Festival Nacional de Canção e Música Tradicional de PEMBA.


A cidade de Pemba, que em Julho próximo será a anfitriã da fase final do II Festival Nacional de Canção e Música Tradicional (IIFNCMT), foi palco da Cerimónia de Lançamento do festival, no pretérito dia 18 de Março corrente.
A cerimónia, que foi presidida pelo Ministro da Educação e Cultura, teve a honrosa participação do senhor Governador da Província de cabo Delgado, o Presidente do Conselho Municipal da cidade de Pemba, dos membros dos governos provincial e municipal, representantes dos Partidos Políticos, líderes de confissões religiosas, agentes económicos, autoridades comunitárias, artistas e representantes de grupos e associações culturais, directores de instituições de ensino, culturais e populares.
Na ocasião, tanto o Governador provincial como o Presidente do Conselho Municipal de Pemba, enalteceram a confiança que o Governo deposita na população da província e nos munícipes de Pemba, ao eleger a Província e Município, para acolherem tão grandioso evento.
Ambos os governantes comprometeram-se em tudo fazer para que a fase final do IIFNCMT seja um verdadeiro momento de festa nacional, de aprofundamento do conhecimento sobre Pemba e Cabo Delgado, bem como das especificidades culturais das diferentes regiões do país.
No seu discurso de lançamento do Festival, o Ministro da Educação e Cultura situou o evento como uma realização que concorre para a divulgação do potencial cultural e artístico de Moçambique, de afirmação da cultura como factor crucial no processo de ensino-aprendizagem e no combate a pobreza absoluta, de demonstração da grandeza da Nação Moçambicana, de fortalecimento do conhecimento mútuo entre os cidadãos e consolidação do amor à Pátria.
Convidou a todos os cidadãos para que, individual ou colectivamente, contribuam para o sucesso do festival que ora inicia nas suas fases de localidade, distrital e provincial em todo o país.
=================================
==============================
Apurados representantes de Sofala ao Festival de Canto e Música Tradicional de PEMBA.
Pelo menos 280 elementos entre actores e dirigentes vão participar entre sexta-feira e domingo próximos na fase provincial do Festival Nacional de Canção e Música Tradicional.
Trata-se de um processo que deverá culminar com o apuramento de um total de 45 elementos que deverão fazer parte da delegação daquela região à fase final do evento a decorrer entre 19 e 23 de Julho deste ano em Pemba, capital provincial de Cabo Delgado.
Numa primeira fase, a manifestação realizou-se entre Março e Abril passados em todas as localidades, postos administrativos e distritos da província de Sofala, sendo caracterizada por uma verdadeira festa, segundo os seus mentores.
Os presidentes das localidades, chefes de postos administrativos e administradores distritais empenharam-se a tal ponto que chegaram a passar algumas noites nas povoações.
Para esta fase, segundo Simão Dango, director-adjunto de Educação e Cultura em Sofala, o evento vai decorrer nas instalações da Casa Provincial de Cultura daquela região.
Com efeito, vão ser exibidos alguns instrumentos tradicionais da região, como por exemplo, a varimba, nhacatangali, mbira, calimba, mandoa, tambor e buerure, para além das canções de utse, varimba, maphaza e outras de cariz religioso.
Nesta fase provincial, reina uma grande expectativa entre todos os participantes, porque se trata de uma competição e os envolvidos terão que encarar o evento com uma certa atenção, disse a nossa fonte.
Conforme está acordado, os 12 distritos daquela região levam consigo a esta fase provincial um total de 20 participantes cada um, entre artistas e dirigentes.
A cidade da Beira, na qualidade de anfitriã, tem o direito de se fazer representar por 40 elementos, constituindo, assim, dois grupos de canção e música tradicionais.
Neste momento, está definido que todos os participantes àquele Festival Provincial de Música e Dança Tradicional de Sofala vão ser alojados no Instituto do Magistério Primário de Inhamizua localizado nos arredores da cidade da Beira.
Com efeito, estão sendo conjugados esforços para a mobilização de meios de transporte.
No final deste evento, segundo os critérios elaborados e amplamente divulgados, os grupos que se posicionarem em primeiro lugar vão ser fundidos, constituindo uma delegação da província de Sofala.
O mesmo vai suceder com os artistas de instrumentos tradicionais individuais.
A agenda destes preparativos do Festival Nacional de Canção e Música Tradicional aponta ainda que a partir do dia 3 de Julho próximo os seleccionados da província de Sofala deverão estar já agrupados na Beira, envolvidos na organização do evento que inclui a sua capacitação para a divulgação das pontecialidades daquela região na cidade de Pemba.
Na última sexta-feira, entretanto, a Comissão Executiva Provincial deste festival reuniu-se na cidade da Beira para, entre outras coisas, tratar das necessidades de apoio logístico ao evento. Como se sabe, o Ministério da Educação e Cultura injectou cerca de 100 milhões de meticais, valor considerado, entretanto, exíguo.
Por conseguinte, Dango revelou que cada distrito a participar neste Festival Provincial da Canção e Música Tradicional deve responsabilizar-se pelas despesas de transporte da respectiva delegação de e para a cidade da Beira.
Neste momento, o sector da Educação e Cultura de Sofala aponta que a maior dificuldade na preparação deste festival está relacionada com a escassez de fundos.
Consequentemen-te, estão sendo dinamizadas algumas campanhas de mobilização de recursos materiais adicionais junto de algumas instituições públicas e privadas daquela província, havendo já indicativos promissores nesse sentido.

Nenhum comentário: