segunda-feira, 15 de maio de 2006

Mais eletricidade e água para Pemba.

Mozambique: Guebuza Inaugurates Pemba Sub-Station.
Agência de Informação de Mocambique (Maputo)
May 15, 2006Posted to the web May 15, 2006
Mozambican President Armando Guebuza on Monday inaugurated the new electricity sub-station in the northern city of Pemba, capital of Cabo Delgado province.
With the new sub-station, completed in March, Pemba is finally linked to the national grid, the power for which comes from the Cahora Bassa dam on the Zambezi. The project to link Pemba to Cahora Bassa began in 2003.
According to a press release from the publicly owned electricity company, EDM, the transmission line and the sub-station were financed by the Arab Bank for Development in Africa (DADEA), the Islamic Development Bank, and EDM itself, for a total of 28 million US dollars.
The transmission line from Nampula to Pemba runs for 377 kilometres, and has 1,064 metallic pylons. The distribution network within Pemba (both overhead and underground cables), covering a distance of 12 kilometres, was completely replaced, as were 27 transformer posts.The new sub-station replaces the obsolete, and extremely expensive diesel-powered generators that used to be Pemba's sole source of electricity.
EDM now plans to use the Nampula-Pemba line as the basis for electrifying the rest of Cabo Delgado. Work is now under way to bring Cahora Bassa power to the districts of Montepuez, Chiure, and Ancuabe as well as to Namapa, in the northern part of Nampula. The power should be flowing to all of these districts in 2007.
"With the arrival of electricity in Pemba, one of the basic pre-requisites has been met to speed up the development of Cabo Delgado province and of the region, with a direct impact on the life of the population", declared the EDM release. "This is just one stage, since the hard work is continuing to bring electricity to more consumers and in the best possible conditions".
=========================
O presidente da república, Armando Guebuza, inaugura hoje, em Pemba, o sistema de abastecimento de água à cidade, no prosseguimento da sua visita de trabalho que efectua à província de Cabo Delgado. Ontem, o chefe do Estado manteve um encontro com os conselhos consultivos de Nangade, para explicar as atribuições e responsabilidades deste órgão, nomeadamente a definição de áreas prioritárias de investimento no distrito.
O sistema de abastecimento de água à cidade de Pemba acaba de beneficiar de obras de restauração e modernização.
A implementação deste projecto surge da necessidade de melhorar as condições de abastecimento daquele precioso líquido à cidade e arredores.
Fonte do Fundo de Investimento e Património do Abastecimento de Água (FIPAG) disse que, para se atingir este objectivo, aquela instituição construiu e equipou cinco novos furos, instalou novos grupos electrobombas e respectivos órgãos eléctricos de comando nas estações de bombagem, restaurou três reservatórios que se encontravam fora de serviço há mais de 20 anos e reabilitou o troço crítico da estrada que dá acesso ao campo de furos de Metuge.
O projecto foi possível graças ao financiamento do Governo central e um crédito do Banco Mundial em cerca de 57 biliões de meticais.
Ainda dentro do mesmo sistema, o FIPAG reabilitou a linha eléctrica dedicada ao campo de furos, instalou novos postos de transformação, tendo em vista aumentar a fiabilidade no fornecimento de energia eléctrica.
Como resultado da implementação do projecto, a capacidade de abastecimento de água aumentou em cerca de quatro mil para 15 mil metros cúbicos por dia.
Proporcionalmente, houve um considerável incremento na capacidade de reserva no sistema, de dez mil para cerca de 13 mil metros cúbicos por dia, disponibilidade de água para mais de 120 mil habitantes.
O número de horas de distribuição subiu de oito para 24 horas.
Entretanto, o chefe do Estado orientou, ontem, encontros com as estruturas governamentais e populares do distrito de Nangade, onde falou da necessidade de pôr os conselhos consultivos a funcionar em prol da materialização do que o Conselho de Ministros definiu como sendo os pólos para o desenvolvimento.
Segundo Armando Guebuza, estes conselhos devem funcionar como um laboratório de ideias a nível do distrito, com a finalidade de contribuírem para desenvolvimento local.
A percepção do presidente da república é de a população trabalhar com vista à erradicação da pobreza absoluta.
O presidente da república sente também que a nível governamental há uma entrega para o cumprimento do programa quinquenal, embora haja necessidade de se ir afinando a máquina de trabalho, como um processo de aprendizagem.

Um comentário:

biel disse...

lingua portuguesa

aewwwww...poh q legal q vai acontecer isso...sorte aew