sexta-feira, 10 de novembro de 2006

Parabéns Lourenço Marques...aliás Maputo !


Maputo celebra hoje 119 anos de elevação à categoria de cidade.
Fundada por volta de 1877 com a chegada de uma expedição de Obras Públicas de Lisboa, que elaborou o primeiro plano de urbanização, a urbe irá marcar a passagem de mais um aniversário com a realização, na Praça da Independência, de um festival cultural, cujo epicentro será a feira de promoção de produtos "Made in Mozambique", que contará com a participação de cerca de mil expositores e a final do concurso de batuque que vinha decorrendo a nível dos distritos municipais.
A celebração do 10 de Novembro como Dia da Cidade, decretada pela Assembleia Municipal, através da Resolução 2/87, de 3 de Novembro de 1989, acontece numa altura em que a urbe enfrenta diversos constrangimentos derivados da precariedade e gestão deficiente de infra-estruturas, construções desordenadas, falta de habitação, desemprego, criminalidade, entre outros males que tiram brio ao estatuto de capital política, económica e social do país. Entretanto, o presidente do município, Eneas Comiche, na sua mensagem por ocasião da efeméride, afirma que desde Fevereiro de 2004 que assumiu a nobre tarefa de conduzir os destinos de município algumas mudanças estão a ser operadas na perspectiva de mudar a imagem da cidade. A reabilitação de vias de acesso e valas de drenagem no bairro da Mafalala, a reabilitação das avenidas 10 de Novembro, da Malhangalene e Fernão Magalhães, a reabilitação da Rua Irmãos Roby, o tapamento de buracos em várias artérias, a reabilitação dos passeios da Avenida 24 de Julho, do parque de estacionamento do Mercado Central, a construção do descarregador de águas pluviais na Avenida Julius Nyerere, recuperação das placas centrais da "Julius Nyerere", do Jardim dos Namorados, em parceria com o sector privado, são alguns dos sinais demonstrativos do compromisso eleitoral "Tu e Eu Vamos Mudar Maputo", afirma. Comiche aponta ainda a resselagem da Praça da Independência, a intervenção na Praça 25 de Junho, a reabilitação do Jardim Dona Berta (em curso), o lançamento do programa de plantio de 100 mil árvores de sombra, a intervenção nas placas centrais da Avenida Kenneth Kaunda, a renovação da sinalização gráfica vertical nas ruas da cidade, a construção de 96 bancas novas no Mercado Central após o incêndio de 2005, o início da segunda fase de construção do Mercado de Matendene, a reabilitação da Casa Agrária das Mahotas, o apoio ao repovoamento pecuário da Catembe, o desassoreamento do rio Mulaúze, a construção de sanitários em vários mercados e a construção de 630 latrinas melhoradas. "A instituição do prémio literário 10 de Novembro, a realização do 1º festival do batuque, que hoje termina, a realização das I e II edições do festival internacional de música de Maputo, em colaboração com diferentes parceiros, são apenas alguns dos exemplos dos resultados positivos alcançados durante a presente governação", diz Comiche na sua mensagem alusiva ao Dia da Cidade. Entretanto, reconhece que o caminho a percorrer ainda é longo e difícil e que vai exigir de todos paciência, muito trabalho e comprometimento. Como perspectivas imediatas, Comiche aponta os trabalhos em curso de renovação dos semáforos e de conclusão das obras do mercado grossista transitório do Zimpeto, bem como os trabalhos a iniciar nas próximas semanas em valas de drenagem e a reabilitação de estradas. Indica, igualmente, a implementação da nova estratégia de gestão de resíduos sólidos urbanos a partir do próximo ano.
Maputo, Sexta-Feira, 10 de Novembro de 2006:: Notícias

2 comentários:

IO disse...

Gostei de saber, Jaime, esta cidade, que é a minha, merece TUDO! - um beijo, IO.

gotaelbr disse...

Outro para ti, IO.

Jaime