sábado, 7 de julho de 2007

Pemba - Aeroporto - Pista vai ser ampliada.

A pista de aterragem do Aeroporto de Pemba vai ser prolongada em mais mil metros de comprimento, na sequência da aprovação, pelo Conselho Municipal respectivo, em sessão extraordinária quinta-feira realizada, do pedido da empresa Aeroportos de Moçambique de concessão de terreno naquelas dimensões, para a satisfação das insistentes inquietações dos utentes nesse sentido.
O Concelho Municipal, sem oposição de nenhum dos seus constituintes, deu aval para o alargamento da pista e tomou a iniciativa como uma das suas preocupações, tendo em conta a demanda que actualmente caracteriza a cidade de Pemba, de turistas que escalam a região, procedentes de diferentes cantos do mundo, nalguns casos fazendo-se transportar em aeronaves que reclamam maior espaço.
De acordo como o Gabinete Técnico do Executivo de Agostinho Ntawale, nada obsta a que se conceda o terreno, partindo da constatação de que se trata de um solo urbano ocupado apenas por machambas e mandioqueiras, cujos proprietários foram indemnizados, sem fauna a considerar, a não ser répteis e passarinhos.
O Gabinete Técnico concorda totalmente com o pedido dos Aeroportos de Moçambique e avança dizendo que o prolongamento que se deseja da pista é, na verdade, um solo arenoso e aglomerado, que não precisa do envolvimento de engenharia extraordinária para fazer face aos trabalhos a executar.
Antónia Fernandes, directora do Aeroporto de Pemba, já elevado à categoria internacional, justificou, por seu turno, o pedido da sua empresa como tendo por fim a satisfação da cada vez maior procura daquele aeroporto, em virtude do crescimento do turismo na província de Cabo Delgado.
Fernandes revelou, por outro lado, que os passos seguintes à autorização formal pelo Conselho Municipal da utilização do terreno solicitado estarão concentrados na sede da sua empresa, que, com a intervenção do Governo central e outros parceiros, decidirão pelo início das obras, que em princípio deve ser ainda neste ano.
“Não posso precisar neste momento o custo do prolongamento da pista, mas devo dizer que, ainda em satisfação das exigências dos nossos utentes, a aerogare do aeroporto vai ter que ser igualmente reabilitada, alargada e modernizada”,explicou.
A actual pista de aterragem de Pemba é de 1800 metros de comprimento e pretende-se que passe para 2800 metros de comprimento por 360 de largura.
A ideia do prolongamento da pista de aterragem de Pemba vem do tempo em que eram discutidos os planos de desenvolvimento e estratégico da província de Cabo Delgado. Na altura, colocavam-se duas hipóteses, nomeadamente a construção de um novo aeroporto, provavelmente na região de Metoro, distrito de Ancuabe, e o alargamento do já existente.
PEDRO NACUO - Maputo, Sábado, 7 de Julho de 2007:: Notícias

Nenhum comentário: