quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Cabo Delgado: Disputa por Naminawe no recenseamento.

Uma disputa pelo povoado de Naminawe, entre os distritos de Mecúfi e Pemba-Metuge, está a atrasar o desenvolvimento da região, ao mesmo tempo que desorganiza a acção governativa, conforme queixas apresentadas pela população da Aldeia 3 de Fevereiro, posto administrativo de Murrébué, ao governador Lázaro Mathe, no início da sua visita aquele distrito litoral da província de Cabo Delgado.
Como disseram no recente processo de recenseamento da população e habitação, a aldeia de Naminawe não teve resultados encorajadores, porque perante a identificação da sua presença enquanto divisão administrativa fez com que uns se recenseassem como de Pemba-Metuge e outros como de Mecúfi.
Caetano Minrage, um dos intervenientes no comício orientado pelo governador provincial, disse que a interferência das autoridades do distrito de Metuge desmobiliza, inclusive, as populações no pagamento de impostos, assim como a falta de definição sobre onde colocar uma escola ou posto de Saúde.
Com o mesmo tom, Faque Loba, também interveniente na reunião popular, acha que o problema de Naminawe deve ser resolvido com urgência e revisitando um pouco da história da região, disse tratar-se de uma área sob jurisdição do régulo Nquina e que o problema da disputa vem de há mais de cinco anos, com o conhecimento do anterior administrador do distrito de Mecúfi, ora em Chiúre, Augostinho Manila.
Aquimo Mitilage foi mais longe ao pedir uma intervenção imediata do governador ora em visita ao distrito “porque nos estamos a morder entre nós. Queremos conhecer os limites dos dois distritos para compreendermos o problema de Naminawe”, disse.
No entanto, o governador Lázaro Mathe prometeu resolver ainda nesta semana, no decurso da sua visita que a seguir vai escalar ao distrito conflituoso, Pemba-Metuge, para o qual vai levar consigo o administrador de Mecúfi, Buraimo Dade, na companhia de uma figura influente residente em Pemba.
Lázaro Mathe iniciou desta maneira um périplo de 3 dias ao distrito costeiro de Mecúfi, depois do que fará o mesmo ao vizinho Pemba-Metuge, levando a mensagem de avaliação do cumprimento do programa quinquenal do Governo e a mobilização das populações para o recenseamento eleitoral que se aproxima.
Maputo, Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2007:: Notícias

Nenhum comentário: