segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

PEMBA - O Farol da Maringanha, a lenda e o progresso 2

(Clique na imagem para ampliar)
(Imagens originais daqui e daqui)
.
Um comentário que é destaque e notícia:
.
Lúrio disse:
Caro 'amigo' Jaime, o que se fala do desaparecer do encanto do Farol da Maringanha, é fruto do progresso a que assistimos diáriamente na terra que escolhi para viver.
Se conseguirmos alhearmos ao 'fazer tudo de qualquer maneira para ter o sentimento de posse' de alguns ditos empresários locais, estamos à mingua de grupos hoteleiros e de empresários a sério para investir em Pemba, talvez quando aparecerem, já não haja encanto algum nesta linda terra.
O que se precisa é de pessoas que ponham de lado a parte saudosista das coisas, e queiram intervir para um desenvolvimento saudável e sustentado dos recursos que a natureza oferece aqui na Provincia de Cabo Delgado.
Quanto ao novo estádio, para já parece uma realidade irreversível. Já está numa fase de terraplanamento e vedação do recinto do futuro estádio - melhor dizendo, de um complexo desportivo completo, ao nivel de um dos melhores de Àfrica Austral.
Este complexo, está a ser construído na chamada zona de expansão que fica do lado sul para quem desce do Aeroporto até à Praia do Wimby pela nova estrada alcatroada e inaugurada aquando da abertura do Pemba Beach Hotel em 2002.
Esta zona, já começa a ficar com cores diferentes das que tinha a alguns anos, existem novas construções com uma arquitectura ainda um pouco 'duvidosa' de alguns 'chefes' da urbe.
Contudo, é de louvar esta iniciativa do Municipio em alargar a zona Urbana para os Bairros periféricos, assim quiçá se protege um pouco o ambiente saudável que em tempos se vivia na chamada zona Bairro Cimento que engloba as construções da Urbe do tempo colonial, protegendo assim a história e a Baixa da cidade...
Segunda-feira, 10 Dezembro, 2007.
.
Lúrio:
Que dizer aqui de longe?...
Talvez...que a cupidez do lucro não extrapole o razoável...
Que se tente resguardar por meio da recuperação do patrimônio, a parte baixa da cidade hoje em ruínas e quase abandonada...
Que o progresso seja vigiado para que não destrua o atrativo e rico formato arquitetónico/colonial e o belo desenho da natureza que privilegia esse cenário delicado e já incomum...
Que a população de Pemba venere com educação, civismo e "ciúme" (no bom sentido), sua urbe...
E que o saudosismo, saudade, nostalgia ou o que quer que titulem a "paixão" por Pemba, seja o tonificante salutar que alçará o destino desejado para nossa bela cidade.
Obrigado por teu oportuno comentário.
E vai dando notícias!
  • Post inicial - aqui

Nenhum comentário: