terça-feira, 1 de abril de 2008

SE MENTES ? - A propósito do primeiro de Abril...

(Clique na imagem para ampliar - Imagem original daqui)
.
SE MENTES? - 01 de Abril de 2008
.
hoje é dia das mentiras e no entanto todos os dias se mente
se mente na liberdade
se mente na glória
se mente com armas na mão
se mente com o punho cerrado em socos poderosos no tampo de uma secretária
se mente por um nada
se mente por um todo
e mais um ano volta-se a mentir porque é o dia das mentiras e até se ensina aos pequeninos, que é só naquele dia que se mente
no entanto esse menino que é a semente volta a cerrar o punho e a dividir a sua mais crua realidade
a da vida
numa outra mente

se mente por um pão
se mente por um chão
se mente por um dia ausente

outra semente ausente desta sina existe
e não mente
mesmo no dia das mentiras

Inez Andrade Paes - 2008 - In blog " Arte de Inêz Andrade Paes".
.
Inez Andrade Paes - Pintura - Palavras - Fotografia
Foi na terra do mar que Inez pôs em primeiro lugar as suas mãos. Daí sairam conchas, algas, pequenos grãos de areia que se introduziam entre os dedos e embora fizessem uma ligeira impressão traziam consigo o nácar dos peixes e o azul do Mar. Foi com estes olhos que Inez se arrelampou com o primeiro pôr do sol, com o primeiro arco iris, com a primeira onda agreste que lhe deitou o mar por cima e lhe deixou sal nos lábios. Foi com estes olhos que Inez viu a terra vermelha, aquela onde até se podiam plantar pedras. Mas foi com estes olhos que Inez recompôs a saudade e mergulhando as mãos na terra adversa, daí tirou tudo, fez compotas, adoçou a família e os amigos, e como se não bastasse, meteu a imaginação pelo meio para criar coisas que aos nossos olhos se tornaram surpreendentes. Foi com estes olhos que Inez abraçou o pasto com a mesma ternura que abraça os poetas, o mesmo amor que abraça a alma. E foi com estes olhos que Inez viu a liberdade dos pássaros e os reproduziu fielmente, para que eles os pássaros pudessem ir para além do vôo, naquilo que os pássaros ensinam as pessoas em trajectórias para além do circulo. E as mãos de Inez estão aqui. No tudo que nos leva ao caminho duma descoberta plena. Por favor Inez não deixes que as tuas mãos saiam do nosso coração.
Teresa Roza D’Oliveira - Julho de 2004 (Pintora nascida na Ilha de Moçambique).

Inez Andrade Paes, natural de Pemba - Moçambique e residente em Portugal é também, além de poetisa, artista plástica e escritora.
Alguns de seus trabalhos podem ser apreciados na net aqui:

Um comentário:

Tibério disse...

Gostei. Tudo que essa jovem cria tem conteúdo.