sábado, 6 de novembro de 2010

Recordando CARLOS FERNANDO MACHADO DA CRUZ - Pachancho

Carlos Fernando Machado da Cruz - PACHANCHO - Um jovem generoso, cheio de vida e alegria, que perdeu o futuro...

Em 28 de Março de 1974, Carlos Fernando Machado da Cruz (Pachancho) piloto do CR-AOC ETAPA, durante a aproximação nocturna à pista de Mueda com teto e visibilidade reduzidos, para evacuação de um militar, supôe-se que (entre outras hipóteses como a de ter sido alvejado pelos terroristas da Frelimo e atingido, foram aventadas mas não confirmadas na época) entrou em perda antes da cabeceira da pista (lado da povoação) e acabou por embater na copa de uma árvore.
Avião e piloto ficaram carbonizados pelo fogo consequente ao acidente.

Nesse dia estava de folga.

No dia seguinte faria o ultimo vôo para a Etapa e sairia para ingressar como piloto comercial na TAP.

Foi chamado pelas 18:30 (estava em casa da "Avózinha" ao lado do cinema velho de Porto Amélia na parte baixa da cidade) para ir fazer a evacuaçao de um militar de Mueda para Nampula por não haver mais nenhum piloto disponivel.

O acidente foi a 28 de Março à noite, os destroços localizados e o corpo transladado de Mueda para Porto Amélia a 29 de Março e o funeral a 30 de Março, dia do aniversário de seu Pai, Sr. Machado da Cruz.
Ainda recordo o imenso cortejo de carros que se formou nesse final de tarde de 29 de Março de 1974, para acompanhar os restos mortais do Pachancho desde o aeroporto de Porto Amélia até à cidade.

Arrepiava e emocionava ver aquele imenso cordel de luzes ao longo da estrada do aeroporto...
- Clique nas imagens acima para ampliar
- J. L. Gabão em ForEver PEMBA de Março 2007
- Luisa Hingá em Voando em Moçambique  de Março de 2007

(Dê duplo click com o "rato/mouse" para ampliar e ler)

Nenhum comentário: