terça-feira, 19 de abril de 2005

Ainda a PENEIRA MACUA...


Posted by Hello
As palavras-poema :

"...uma das prendas que trouxe de Pemba foi uma peneira que na altura gostei muito, passei várias vezes os meus dedos por ela e até a cheirei..."

e um poema:

PENEIRA

no movimento
certo
ritmado
quase ausente
levantas mapira

o vento lento
sopra
a poeira
que pousa a teu lado

em tuas mãos
em teu regaço

na peneira
volta a pousar
por breves momentos

noutro
levantar
a casca tomba

pesada

rolando
na esteira

a teu lado


Autora das palavras-poema e do poema:
Inez Andrade Paes

Nenhum comentário: