domingo, 17 de abril de 2005

Notas no tempo... 1


Posted by Hello (imagem de emblema usado pelos pilotos da "OCAPA" cedido pela Família Andrade Paes)

ou simples homenagem...

Jornal "Diário de Lourenço Marques" de 23/09/1966

Nota da Semana


A NOSSA RAZÃO CONCRETIZA-SE !
-TURISTAS EM PORTO AMÉLIA!


Estiveram em Porto Amélia alguns turistas, vindos das Ilhas Comores.

O facto poderia passar despercebido, já que quem tinha obrigação para amparar estas iniciativas queda-se no mais absoluto comodismo e, deste modo, eram mais uns estrangeiros que nos visitavam... e tudo ficaria por aí.

Mas não. Já há muitos anos que, nestas colunas, temos pugnado pelo desenvolvimento turístico de Porto Amélia, porquanto ninguém poderá contestar que a capital de Cabo Delgado é uma das cidades da Província de Moçambique que mais condições oferece — em muitos aspectos — para dar aos estrangeiros condições ideais para as suas férias.

Estar a enumerar esses aspectos, escusado será. Todos os conhecem de sobejo.

É certo que falta um hotel em condições para receber os visitantes, mas com boa vontade — como agora sucedeu — tudo se resolve a contento e todos regressaram ao ponto de partida radiantes e maravilhados com o que viram e da forma como foram tratados.

Os turistas invadiram a cidade e não deixaram de adquirir as mais variadas lembranças no comércio.

Partiram com saudade e prometeram voltar. Outros virão dentro em breve.

Para tudo isto, temos que felicitar o Sr. Afonso Henrique Andrade Pais*, Director da «OCAPA» que, sem qualquer colaboração especial, deu início a uma tarefa em que muitos pessimistas não acreditavam e com ela soube granjear a melhor propaganda para Porto Amélia.

Os visitantes viajaram num avião especial da «Air-Comores», que trabalha em colaboração com a «OCAPA»."

In “DIÁRIO” de Lourenço Marques – 23/09/1966 – Jaime Ferraz Gabão**

*Afonso Henrique Andrade Paes - O Arquitecto Afonso Henriques Andrade Paes, natural de Válega (da família Soares Paes, comerciantes em Ovar), formado na Escola de Belas Artes do Porto, casado com a poetisa e escritora Glória de Sant’Anna, partiu aos 25 anos para Moçambique. Ali fez trabalhos da sua especialidade em Nampula, cidade onde viveu dois anos e fez o seu 1° projecto de construção civil, e em Porto Amélia, para onde partiu, a pedido do Governador, que lhe encomendou um projecto de casas sociais.Em Porto Amélia constituiu a sua empresa (A.H.A.P) de Arquitectura, Engenharia e Construção. Foi, portanto, dedicado “construtor” da cidade que é hoje PEMBA.

**Jaime Ferraz Rodrigues Gabão - Natural da cidade de Peso da Régua-Portugal, tesoureiro até 1975 de empresa algodoeira SAGAL sediada na então Porto Amélia, era também correspondente em Cabo Delgado do jornal Diário de Lourenço Marques, onde mantinha uma página semanal com notícias daquela região de Moçambique. Colaborou e foi correspondente de diversos jornais moçambicanos e portugueses. Faleceu em Portugal dia 18 de Junho de 1992 na sua cidade natal – Peso da Régua .
-CONTINUA... ... ...

Nenhum comentário: