sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Inundações no Norte de Moçambique...

Maputo, Sexta-Feira, 15 de Fevereiro de 2008:: Notícias - Cinco povoados do norte do país estão a enfrentar inundações desde há sensivelmente uma semana, devido à subida dos caudais dos rios Megaruma, Messalo, Montepuez e Lugenda, em consequência da chuvas acima do normal que caem na região. Com a ocorrência destas inundações, o país regista uma situação excepcional e preocupante no presente ano hidrológico em que a maior parte dos rios da região centro e norte do país apresentam elevados volumes de escoamento.
A Direcção Nacional de Águas indica um cenário de inundações em Mandimba, Majune e Gonda (zonas reibeirinhas do rio Lugenda), Chai e Miangalewa, no rio Messalo, nos próximos dias, recomendando-se, por isso, que sejam tomadas medidas de precaução.
Na bacia do Zambeze o Centro Nacional Operativo de Emergência em Caia iniciou esta semana o processo de distribuição de víveres às vítimas das cheias dos rios Zambeze e Licungo. Esta operação está a ser possível com a chegada a dias na região do terceiro helicóptero, que está a imprimir uma nova dinâmica na assistência aos afectados, particularmente os que se localizam em áreas de difícil acesso rodoviário e terrestre.
Com relação às inundações na região norte do país, a Direcção Nacional de Águas disse ontem que as bacias hidrográficas dos rios Megaruma, Messalo, Montepuez e Lugenda registam um elevado volume de escoamentos. Por isso, prevaleciam até ontem inundações ribeirinhas nos rios Lugenda, em Mandimba, Majune e Gonda. No rio Montepuez estão afectados os povoados de Chai, Nairoto e Miangalewa.
Enquanto isso, as bacias da região centro do país, nomeadamente Zambeze, Búzi, Púnguè, Save e Licungo continuam em estado de alerta, não obstante apresentarem uma tendência generalizada de ligeira diminuição do volume de escoamentos. Como resultado do abrandamento das chuvas nos países vizinhos e no interior do país, a HCB acaba de reduzir as descargas de água dos anteriores 4000 para 3800 metros cúbicos por segundo, facto que poderá contribuir para a melhoria da situação a jusante.
As cheias do Licungo inundaram as zonas de Morla, Intabo, Mugomola, Muquera, Magida, Sopa, Mambeia, Mundema-Mutabune, Niquide e Novicoto. Provocaram a morte por afogamento de uma criança de sete anos de idade no povoado Intabo.As atenções do Centro Nacional Operativo de Emergência estão neste momento concentradas no pós-cheias, particularmente depois de dada por terminadas as operações de busca e salvamento a partir desta semana no vale do Zambeze.
Horácio João

Nenhum comentário: