domingo, 27 de julho de 2008

Em Portugal, A Ministra da Saúde descobriu que: Saúde vai atravessar período "muito crítico"...

(Clique na imagem para ampliar. Imagem original daqui - Portugal-Douro-Peso da Régua - Foto de J. L. Gabão)
.
Transcrevo abaixo, texto do Correio da Manhã, contrapondo entretanto à afirmação da titular da pasta da Saúde em Portugal que afirma a Saúde em Portugal "vai atravessar período muito crítico":
- Sra. Ministra, a Saúde em Portugal não vai, já está a atravessar um período tremendamente crítico e lastimável! Será que não dá para notar?
.
A ministra da Saúde, Ana Jorge, afirmou que Portugal vai passar por um período “muito crítico”, dentro de três ou quatro anos, devido à falta de médicos.
No final da reunião de Conselho de Ministros, Ana Jorge, disse que não é possível prever quando é que Portugal vai poder resolver o problema da falta de médicos, sobretudo de família.
“O número de médicos que têm vindo a ser formados aumentou em cerca de 500 por ano, mas ainda é insuficiente para podermos atribuir médicos de família a todos os portugueses”.
Ainda segundo a ministra, “Portugal tem uma carência muito grande não só de médicos de família, como também em áreas de especialidade como urologia, obstetrícia, pediatria e anestesia”.
“Precisamos de mais médicos ainda nos próximos 10 a 15 anos”.
Dados apresentados pelo ministro do Ensino Superior, Mariano Gago, indicam que em 2008, existirão 1.614 vagas para os cursos de Medicina.

2 comentários:

Isabel-F. disse...

é uma vergona o que se continua a passar em Portugal no campo da saúde ...

e como a propria ministra acaba por o dizer não se prevê melhoras nos tempos mais proximos ...


bjs

gotaelbr disse...

Lamentável!
Há que reafirmar:34 ANOS DEPOIS DO 25 DE ABRIL DE 1974, A SAÚDE DA POPULAÇÃO PORTUGUESA CONTINUA ABANDONADA!
E pobre de quem não tem cunhas, dinheiro nem é parente de algum primeiro ou segundo ministro.
Abraço cara Amiga.