sexta-feira, 6 de maio de 2005

Surge uma poetisa de Pemba...


MACUA

Não sou Macua de Moçambique,
mas quero ser...
Macua de Moçambique!

Não nasci Macua,
mas vou ser Macua,
nem que seja no acto de minha morte...

Para lá lanço o meu olhar...
Quero ser e serei...
Um dia bem longe daqui... quero ser,
Macua de Moçambique!

Ter os olhos salgados
das lágrimas únicas daquele mar,
ter os cabelos loiros do sol e,
um dia prateados do luar...

Quero ser Macua de Moçambique...

Leonor Miranda

Do "Bar da Tininha-MSN"
Posted by Hello

2 comentários:

Branquinho disse...

A Leonor ficou com Moçambique cunhado na alma. E sabe florir o amor à terra macua com os belos filamentos da sua poesia.

Parabéns, Leonor.
Um abração ao Jaime.

gotaelbr disse...

...Aquele recanto do globo "inspira" todos nós que andamos por outras estradas...E como ?!

Abraço, Branquinho.

Jaime