segunda-feira, 20 de março de 2006

HIV/SIDA - Moçambique.

Governo quer duplicar medicamentos para seropositivos:

O Governo moçambicano pretende, até final do ano, aumentar dos actuais 20 mil para 40 mil o número de seropositivos que beneficiam de antiretrovirais, medicamentos que retardam os efeitos do vírus do HIV/SIDA.
O director nacional adjunto da Saúde, Martinho Djedje, afirmou que as autoridades sanitárias querem até ao termo do ano em curso alargar os postos de atendimento a pessoas infectadas pelo vírus do HIV/SIDA.
Djedje anunciou a expansão do tratamento com antiretrovirais na primeira Reunião Nacional das Infecções de Transmissão Sexual e HIV/SIDA, que juntou quadros do Ministério da Saúde moçambicano.
O alargamento da rede de distribuição destes medicamentos vai incidir sobre as unidades sanitárias das zonas rurais, principalmente do centro e norte do país, uma vez que a maioria dos beneficiários de antiretrovirais são do sul, sobretudo da capital, onde cerca de 10 mil seropositivos já recebem assistência.

Nenhum comentário: