terça-feira, 18 de março de 2008

Diversificando - Como a Páscoa está aí...vamos a um bom bacalhau ?

Os portugueses descobriram o bacalhau no século XV, na época das grandes navegações. Precisavam de produtos que não fossem perecíveis, que suportassem as longas viagens, que levavam às vezes mais de 3 meses de travessia pelo Atlântico.
Fizeram tentativas com vários peixes da costa portuguesa, mas foram encontrar o peixe ideal perto do Pólo Norte. Foram os portugueses os primeiros a ir pescar o bacalhau na Terra Nova (Canadá), que foi descoberta em 1497. Existem registros de que em 1508 o bacalhau correspondia a 10% do pescado comercializado em Portugal.
Já em 1596, no reinado de D. Manuel, se mandava cobrar o dízimo da pescaria da Terra Nova nos portos de Entre Douro e Minho. Também pescavam o bacalhau na costa da África.
O bacalhau foi imediatamente incorporado aos hábitos alimentares e é até hoje uma de suas principais tradições. Os portugueses se tornaram os maiores consumidores de bacalhau do mundo, chamado por eles carinhosamente de "fiel amigo". Este termo carinhoso dá bem uma idéia do papel do bacalhau na alimentação dos portugueses.
(in Bacalhau- A história de um alimento milenar)
A referência que se faz ao bacalhau nessa época do ano não é fruto do acaso. Pela tradição cristã, na sexta que antecede o domingo da "ressurreição", respeita-se o hábito de banir a carne vermelha do cardápio em memória do corpo de Cristo morto na cruz. Na refeição, entra em cena o bacalhau, carne nobre obtida a partir de um processo de salga de algumas espécies específicas de peixes encontradas em países do norte da Europa, como a Noruega - um dos principais exportadores da iguaria.
Assim, aqui deixo uma sugestão dedicada aos Amigos e Amigas que nos lêm, para completar o cardápio especial desta tradicional época religiosa cristã e que tem muito a ver com nossas raízes lusitanas:
.
Bacalhau em azeite e vinagrete de grão-de-bico.
Ingredientes:
- 4 postas (300 g cada uma) bacalhau gadhus morhua já demolhando;
- 1 xícara (chá) de grão-de-bico;
- 1 folha de louro 1 ramo de tomilho;
- 1 1/2 cebola roxa azeite de oliva;
- 1 colher (sopa) de vinagre de vinho branco flor de sal;
- 1 1/2 abobrinha folhas de hortelã;
- salsinha picada ciboullette picada alho assado (opcional) sal e pimenta-do-reino em grãos a gosto.
.
Modo de Preparo:
Cozinhe o grão-de-bico em água com 1 pitada de sal, o louro e o tomilho até ficar crocante. Escorra e elimine a pele.
Pique o grão-de-bico e a cebola e coloque-os numa travessa.
Regue com um pouco de azeite, junte o vinagre, a flor de sal e pimenta-do-reino moída.
Misture e reserve.
Numa assadeira, coloque o bacalhau e adicione bastante azeite.
Leve ao forno baixo por cerca de 40 minutos.
Corte a abobrinha em triângulos e salteie rapidamente numa frigideira com um pouco de azeite, sal e pimenta-do-reino.
Retire do fogo e adicione imediatamente as folhas de hortelã.
No momento de servir, junte ao vinagrete de grão-de-bico a salsinha, a ciboullette e um pouco do azeite do cozimento do bacalhau.
.
- Veja diferentes formas de preparar o bacalhau para a Páscoa. - Aqui !
.
Bom apetite e Feliz Páscoa !

Nenhum comentário: