terça-feira, 8 de abril de 2008

Diversificando - O boicote aos jogos Olímpicos de Pequim.

Boicote os jogos Olímpicos de Pequim 2008

A falta de liberdade democrática na China, a violência, repressão e prisão de jornalistas e populares em regimes de ditadura, a opressão no Tibete e mais acentuadamente a próxima realização dos Jogos Olímpicos em Pequim - China vêm causando protestos crescentes no mundo.
A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, tornou-se a primeira líder mundial a decidir não comparecer à Olimpíada de Pequim este ano, conforme noticiado na edição eletrônica do jornal britânico "Guardian".
Sob grande pressão para tomarem uma posição diante das manifestações por liberdade no Tibete e da dura repressão do governo chinês, líderes da União Européia (UE) discutem a questão.
A notícia de que a delegação da Alemanha cogita não participar da cerimônia de abertura da mais importante competição esportiva do mundo levou o presidente da França, Nicolas Sarkozy, a anunciar que poderia tomar a mesma medida, contrariando os esforços do premier britânico, Gordon Brown, para que não haja um boicote.
O primeiro chefe de Governo na UE a decidir não comparecer aos Jogos Olímpico foi o premier polonês, Donald Tusk, sendo seguido pelo presidente da República Tcheca, Václav Klaus. "A presença de políticos na abertura das Olimpíadas me parece inapropriada", disse Tusk. (O Globo Online)
E, por onde vai passando a "chama olímpica", os protestos e manifestações sucedem-se.
A organização "Repórteres Sem Fronteiras" através de seu portal na net vem mobilizando a opinião popular mundial para o boicote ao jogos Olímpicos de Pequim/2008 e despertando a atenção para a violação dos Direitos Humanos no Tibete, na China e em outros locais onde os "predadores da liberdade de imprensa e inimigos da internet livre" mantêm o poder e cometem arbitrariedades.
O mesmo portal disponibiliza banner de apoio ao boicote como este abaixo, para os blogueiros que queiram aderir à campanha:
  • Repórteres Sem Fronteiras - Aqui !

Nenhum comentário: