quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

No "paraíso" comunista da China até discurso de Obama é falsificado...

(Imagem original daqui)

Na China, da "liberdade", dos "Jogos Olímpicos do século" dos "direitos desumanos", dos fuzilamentos e das perseguições ignóbeis ao cidadão, enaltecida e louvada por tanto "progressista" vaidoso em voga, nem o discurso de Obama escapa à censura. Afinal a quem querem enganar esses déspotas que humilham e calam seu próprio povo pela força da violenta ditadura comunista...?
Vem assim escrito no portal Terra de hà momentos:

""China censura trechos do discurso de Barack Obama.
Marina Wentzel - 21 de janeiro de 2009 • 07h50 • atualizado às 10h51 - Partes do discurso inaugural do presidente americano, Barack Obama, que falavam sobre "comunismo" e "dissidentes", foram censurados na China.

O principal canal de TV estatal, CCTV, e populares portais de internet tiveram que suprimir as referências feitas pelo presidente americano a temas considerados sensíveis na China.

No discurso de posse, Obama disse: "Lembrem-se que gerações anteriores encararam o comunismo e o fascismo não apenas com mísseis e tanques, mas com vigorosas alianças e convicções duradouras".

Na transmissão da CCTV, o áudio da tradução simultânea foi interrompido a partir do momento em que a palavra "comunismo" apareceu na tela e a imagem do discurso em Washington foi cortada abruptamente para o estúdio em Pequim.

O apresentador da CCTV pareceu ter sido pego de surpresa, mas deu continuidade ao programa perguntando para um convidado sobre os desafios econômicos que Obama enfrentará.

Os portais Sina.com e Sohu.com, muito populares no país, também tiveram que omitir a palavra "comunista" do discurso de Obama.

Dissidentes.
Outro trecho do discurso que foi suprimido dos principais portais chineses falava da "opressão de dissidentes".

"Àqueles que se agarram ao poder através de corrupção e enganação e silenciando dissidentes, saibam que vocês estão do lado errado da história, mas nós vamos estender a mão a vocês se estiverem dispostos a abrir seus punhos", exclamou Obama.

Sites em chinês, como o da agência de notícias estatal Xinhua, omitiram a palavra "comunista", embora a tenham mantido na versão integral em inglês.

Outro site popular, o Netease.cn cortou completamente o parágrafo que mencionava "comunismo e fascismo", porém deixou o trecho sobre "dissidentes", o que motivou internautas a comentar a passagem.

Nas versões online do discurso em inglês o conteúdo original foi preservado na maioria dos casos.

Já nas traduções para chinês, somente sites de Hong Kong puderam publicar a versão integral.

Leitores dentro da China continental, entretanto, não têm acesso a sites de Hong Kong, como os dos jornais Apple Daily e o Mingpao, pois estes portais são constantemente bloqueados pela censura.""
- BBC Brasil - BBC BRASIL.com/Terra.

  • Alguns post's anteriores deste blogue que mencionam a China e sua ditadura comunista - Aqui!

3 comentários:

Picaretas da Távola Redonda disse...

Não se faz um país na mentira e na censura, seja ele os Estados Unidos seja ele a China!
China e EUA os "paradoxos" (será mesmo?) que se entendem!

gotaelbr disse...

Acontecerá, entre outras também, quando o "extremismo" e "comodismo" convenientes de mentes "cegas porque não querem ver", repletas de arrogância, atreitas ao diálogo porque são "soberanas" e "ditatoriais", e sim imbuídas de humildade e humanismo, deixar de existir e prevalecer...
Tenho esperança que o caminho para o diálogo esteja aberto,auspicioso em horizontes de paz, com a nova situação política americana.

Abraço.

Marxista-Leninista disse...

bom sou comunista , mais nao vou defender a china ... o comunismo deveria ser o reino da liberdade ... mais q por causa de oportunistas se transformou na coisa q os "paises socialistas" fizeram (burocracia privilegiada) .... mais ah china nao eh socialista pq ate a vida social do individuo eles controlam...longe do q queria o grande mao tse tung!!