quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Ronda pela net - Dom Luiz Cappio: Um Bispo que é exemplo de amor ao povo e à natureza !

(Clique na imagem para ampliar)
  • Uma Vida Pela Vida - aqui.
O bispo de Barra (BA), dom Luiz Flávio Cappio, iniciou nova greve de fome contra as obras de transposição do Rio São Francisco que o governo brasileiro quer levar em frente.
Segundo Ruben Siqueira, coordenador da Comissão Pastoral da Terra, ele se alimentou pela última vez por volta das 7h30 de terça-feira, 27 de Novembro de 2007 e só pretende voltar a comer se o governo suspender as obras e arquivar o projeto.
"O senhor não cumpriu sua palavra. Enganou a mim e a toda a sociedade brasileira", escreveu em carta protocolada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, datada de 4 de Outubro, divulgada nesta Terça.
"No dia 22 de Fevereiro de 2007 protocolei no Palácio do Planalto documento solicitando a reabertura e continuidade do diálogo, e que fosse verdadeiro, transparente e participativo. Sua resposta foi o início das obras de de transposição pelo exército brasileiro".
Apoiador de Lula na primeira campanha à presidência, o bispo tornou-se um dos símbolos da luta contra o projeto de transposição do Rio São Francisco ao iniciar, em Setembro de 2005, a primeira greve de fome às margens do rio.
Naquela época, entre as reivindicações do bispo, estavam a retomada das negociações com os movimentos sociais de defesa da Bacia do São Francisco.
O protesto chamou a atenção da imprensa internacional e, após dez dias, Lula mandou ao local o então ministro das Relações Institucionais, Jaques Wagner, atual governador da Bahia, que negociou com o bispo o fim da greve de fome...(fonte Gabeira.com)
.
Entenda a atitude do Frei Luiz. e conheça as razões técnicas contra a transposição e a favor de alternativas viáveis:

  • A água vai se concentrar nas mãos de quem menos precisa.
  • Um volume exorbitante de recursos escoando dos cofres públicos.
  • E quem vai pagar a conta?
  • Quem vai administrar a distribuição e a cobrança da água?
  • Há dezenas de projetos inacabados por descaso do Governo Federal.
  • Jogo de interesses.
  • O Banco Mundial e outros Estados da região estão contra o projeto.
  • É preciso revitalizar o rio antes de distribuir suas águas.
  • A perda de água com a transposição.
  • As transposições que não deram certo.
  • As alternativas realmente viáveis.

As respostas aqui.

Nenhum comentário: