quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Ecos da imprensa Moçambicana - O que é afinal a reconciliação? - Parte 2

(Clique na imagem para ampliar)
.
REFRESCANDO A MEMÓRIA DO GENERAL JACINTO VELOSO!
.
A interessante entrevista que o general Jacinto Veloso deu ao “País”continua na ordem do dia. Fizemos sobre parte dela o nosso editorial da edição de ontem. Porque as palavras falam mais que os actos, segue-se, na íntegra a nota de fuzilamento, por si chancelada há 28 anos. Apenas para lhe refrescar a memória:
"No espírito das tradições, usos e costumes da luta de libertação nacional, o Comité Político Permanente da Frelimo reuniu e condenou por fuzilamento os seguintes desertores e traidores do povo e da causa nacional, os quais já foram executados: Uria Simango; Lázaro Kavandame; Júlio Razão Nilia; Joana Simião e Paulo Gumane, em ordem a evitar possíveis reacções negativas, nacionais ou internacionais, que podem advir em consequência destes contra-revolucionários, a comissão política publíca esta acta como decisão revolucionária do partido Frelimo e não como acta judicial. Assumido ser "necessário um «dossier» estabelecendo a história criminal completa desses indivíduos, assim como as suas confissões aos elementos do D.D/S.I que os interrogaram, declaração das testemunhas, julgamento e sentença. Um comunicado deverá ser emitido pelo camarada Comandante-Chefe (Samora Moisés Machel), no qual se anunciará a execução dos contra-revolucionários acima mencionados. Foi decidido nomear um comité para compilar o dossier e preparar a comunicação pública". "O camarada Comandante-em-chefe decidiu que o comité fosse dirigido pelo camarada Sérgio Viera e adicionalmente terá os seguintes camaradas: Óscar Monteiro, José Júlio de Andrade, Matias Xavier e Jorge Costa.
A luta continua.
Maputo, 29/7/80.
O ministro da segurança, Jacinto Veloso".
Dizer mais o quê?
- Luís Nhachote, Maputo, Canal de Moçambique, 2008-08-05 06:23:00.
  • Ecos da imprensa Moçambicana - O que é afinal a reconciliação? Parte 1 - Aqui!

3 comentários:

RESSACA ® disse...

Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

Anônimo disse...

Crime confesso, não restam dúvidas!
Já proscreveu? Ou é beatificado e beatificante quando praticado por súbditos do mais carniceiro comunismo e chamado de assassínio cruel quando cometido por centro-direitistas?...
Pesos e medidas diferentes para situações políticas convenientes. Tal e qual na China comunista e quejandos de hoje, onde se "mata e esfola" com o aval da legalidade júridica local.
Estou de saco-cheio dessa hipocrisia cínica e dessa turma que devia estar atrás das grades redimindo-se de seus crimes. Queria vê-los sentir na pele um "paredon". Era vê-los borrando-se e urinando nas cuecas!

Tibério

gotaelbr disse...

Saudações ao Tibério e ao Ressaca. Recados registrados e aceite com agradecimentos o convite do Ressaca.