quarta-feira, 23 de novembro de 2005

A PEMBA do Júlio Carrilho.

As origens e o crescimento da cidade.

A transformação da povoação de Porto Amélia nos primeiros anos do século XX.
A primeira imagem de 1904 (postal reproduzido em Loureiro, op. cit., pág. 174, pormenor) mostra os sinais do desenvolvimento de armazéns e casas comerciais à volta do porto, mas a parte abaixo do promontório é ainda coberta por uma luxuriante vegetação, que só em poucos sítios é interrompida pelas raras construções.
A segunda imagem (postal reproduzido em Loureiro, op. cit., página 177, pormenor) provávelmente remonta a poucos anos depois (talvez antes de 1912), mas já aparece bem demarcada a rede de estradas que ainda caracteriza o assentamento mais antigo.
Fotos e texto extraídos da recente publicação "Pemba as duas cidades" de autoria da Sandro Bruschi, Júlio Carrilho e Luis Lage.
Edição FAPF (Faculdade de Arquitectura e Planeamento Físico da Universidade Eduardo Mondlane - Maputo - http://www.architecture.uem.mz/
Clique nas imagens para ampliar.
Continuaremos colocando aqui, nos próximos tempos, imagens inéditas de Pemba e textos deste excelente trabalho "Pemba as duas cidades".
Agradecemos aos autores e a Z. N. C.
Veja mais sobre Pemba em: http://geocities.yahoo.com.br/gotaelbr

Nenhum comentário: