sexta-feira, 27 de março de 2009

Mais um jornalista moçambicano ameaçado de morte...

Depois de tanto disparate e absurdo acontecido, afirmado e lido por esse mundo à nossa volta nos últimos cinco dias, só faltava esta "notícia" para encerrar a semana:

Jornalista de Moçambique é ameaçado de morte por governador de província do país.

""A organização Repórteres sem Fronteiras (RSF) divulgou um comunicado nesta sexta-feira (27) protestando contra as ameaças de morte sofridas pelo jornalista moçambicano Bernardo Carlos, do jornal Notícias.

Durante um discurso realizado no dia 16 de março, o governador Ildefonso Muananthatha, da província de Tete, afirmou que o jornalista teria o mesmo destino que seu colega Carlos Cardoso, assassinado em 2000.

"Sabe o que aconteceu com o jornalista Carlos Cardoso? Não se admire se um dia acordar sem o braço que está usando para me acotovelar", declarou o governador. Na ocasião, Bernardo Carlos estava acompanhado de profissionais do canal público Televisão de Moçambique (TVM), da Rádio Moçambique e do jornal Diário de Moçambique.

Segundo o governador, o jornalisa teria questionado em artigos sua política de empregos públicos e de serviços municipais - especialmente a conservação da rede elétrica - e as atitudes sobre as inundações ocorridas na província há dois anos, informou a RSF.

"Condenamos as declarações chocantes do governador Muananthatha. A referência a Carlos Cardoso não é inocente, pois a tragédia que representou o seu assassinato permanece gravada na memória de todos os jornalistas moçambicanos. Solicitamos às autoridades que levem estas ameaças a sério e façam o possível para garantir a segurança do jornalista", disse a organização.

Pouco antes de ser assassinado, Carlos Cardoso investigava um desvio de fundos de vários milhões de euros do Banco Comercial de Moçambique.""
- Redação Portal IMPRENSA, publicado em 27/03/2009, 13:26.

Acrescento perguntando: O que tem a esconder o sr. Ildefonso Muananthatha para se sentir acuado a ponto de ameaçar com a morte um jornalista que cumpre a obrigação de informar e desmascarar o que vai mal em sua província?... Pois saiba sr. Ildefonso Muananthatha e não se esqueça que os olhos, ouvidos e opinião do mundo estão abertos e atentos!

Um comentário:

Guilherme Freitas disse...

Lamentável o que disse esse governador. Mostrando que não está ligando a mínima para os jornalista e a liberdade de expressão.